Sobre Eutonia

“A Eutonia ajuda o indivíduo a descobrir as possibilidades contidas em sua realidade biológica e a se adaptar em um processo contínuo, constante, dinâmico e criativo à totalidade da vida”.

A Eutonia é uma prática corporal que foi desenvolvida a partir do início do século XX. Neste período, muitos estudiosos de vanguarda estavam procurando alternativas às formas tradicionais de compreender o corpo, a mente e o movimento humano, desenvolvendo pesquisas que abordavam a integração corpomente, destacavam nossa capacidade de perceber o próprio corpo em primeira pessoa, estabeleciam relações entre o aprendizado e a experiência vivida, e promoviam a autoregulação. Por volta de 1970, o pesquisador norte-americano Thomas Hanna cunhou o termo “somatic” (do grego ‘somatikos’, soma: vivo, presente, ser corpóreo) tendo em vista "a arte e a ciência de um processo relacional interno entre a consciência, o biológico e o meio ambiente, estes três fatores sendo vistos como um todo agindo em sinergia” (1983). Em torno desses princípios, reúnem-se diferentes práticas somáticas (também chamadas de técnicas de "educação somática") como a Eutonia, Feldenkrais, Alexander, Ideokinesis, Body-Mind Centering ®, Body Mind Movement, Laban/Bartenieff, Antiginástica, Rolfing, entre outras. Cada prática conta com as particularidades da pesquisa de seus criadores e de suas escolas de formação. A Eutonia foi desenvolvida por Gerda Alexander (1908-1994), nascida na cidade de Barmen-Elberfeld (hoje Wuppertal), na Alemanha - mais sobre Gerda Alexander aqui.

1/1

Source: eutoni.dk

A palavra “eutonia” combina dois conceitos: "eu" está relacionado a "bom, bem, prazeroso", e "tonia" está relacionado a "tensão, tônus". A palavra "eutonia" está presente de antigas filosofias a estudos musicais. Em nossos organismos, a tensão é modulada pelo tônus neuromuscular, o grau de ativação entre o sistema nervoso e as estruturas musculoesqueléticas. A partir da experiência do corpo vivido, Gerda Alexander elaborou um conjunto de práticas que capacitam a variabilidade e a modulação do tônus neuromuscular de acordo com a situação, indo do profundo relaxamento à atividade intensa.

 

Através da atenção para o corpo, para o ambiente, e para a nossa constante relação com a gravidade, a Eutonia colabora com diferentes contextos pedagógicos, terapêuticos e artísticos de forma transdisciplinar, e em constante descoberta.